Os anos que passaram

Ulysses Melges – 25/08/1993

Os anos que passaram, com lutas e dor

Vem consolidar nosso amor

Nos quarenta e cinco anos de casado.

Nem o tempo que passou

Nem o sofrimento que calou

Jamais nos deixou, por um momento separado.

Numa luta renhida

Pela passagem da vida

Sempre seguimos presos por um laço.

Rindo ou chorando

Sempre juntos marchando

Jamais houve descompasso.

O amor tem sua origem divina

Portanto em nossas almas ele confirma

Impulsionando nosso viver.

Foi Ele quem nos uniu

E nossa fé sempre expandiu

Em nossa maneira de ser.

Os anos passaram lentamente

Só o amor foi veemente

Nos tempos vividos.

Tudo foi como uma história

Que guardamos na memória

O passado que não ficou esquecido.

Como os romances que falam de amor

Nossa história constituída de lutas e dor

Muito tem para deixar escrito.

O impossível aconteceu em nossa vida

Porque ela nunca foi atingida

Pela incompreensão que produz atrito.

Não somos modelos, nem somos santo

Não há exagero, não vou chegar a tanto

Falando dos anos que ficou.

Porque é uma incógnita nossa vida

Num espaço de século vivido

Com a harmonia, que nunca faltou.

Com a proteção divina que acompanhou

Nossa vida tempestuosa que passou

Nesse decorrer dos anos.

Por ser uma luta unida

Em cada passo da vida

Que não existiu desenganos.

E continuamos com fé e resignação

Esperando sempre pela benção

Que recebemos quando Ele nos uniu.

Porque nem a dor, e a luta contida

Separou nossa vida

Da fé mútua, que Deus nos ungiu.

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados para Walmir Melges | Desenvolvido por Consultoria Marketing - Criação de site

DMCA.com Protection Status

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?