CATÁSTROFES – FÍSICAS, ECONÔMICAS e SOCIAIS

Creio, sem nenhuma dúvida, que estamos vivendo uma era CATASTRÓFICA, a qual se comprova pela quantidade de fatos negativos que assolam neste momento o Brasil e o mundo que conhecemos, principalmente as nossas vidas pessoais, as quais sofrem as influências de tudo quanto assistimos, direta ou indiretamente, sendo que minha assertiva não pode ser, de forma alguma entendida como “catastrófica”, mas sim, como mero relato daquilo que todos estamos vendo, muito embora boa parcela da sociedade teima em não ver, ou melhor em não entender, e o pior, vendo e entendendo, teimam em não aceitar como fato real.

Se é necessário exemplificar, lembremos das operações das autoridades atuais, da Lava Jato e suas irmãs, o pavoroso acidente que transformou um RIO QUE ERA DOCE e que já começou a render as idiossincrasias humanas e sociais com desaparecimentos, mandos e desmandos, a crise que, horrorizados assistimos em relação à SAÚDE DA POPULAÇÃO DO RIO DE JANEIRO, o inconformismo de todos em relação aos SALÁRIOS DOS PROFESSORES, aos PROTESTOS que a mídia indica serem fruto de manipulações, a MIGRAÇÃO DOS POVOS que fogem da pobreza alimentar, financeira, política e de espírito, AS CHUVAS que estão causando desastres de várias proporções e qualidades atingindo gigantescas regiões, etc.

Deixemos a relação de fatos e acidentes de lado pois todos já estão saturados com as notícias da mídia, e pensemos em qual fato que pode ser o “gatilho” que deflagrou tudo quanto está assolando o mundo hodierno.

Na minha forma de ver tudo está concentrado em dois pontos, primeiro na ação ou falta dela por parte do indivíduo e das autoridades e isto já foi amplamente comentado por muitos especialistas, e o segundo, que talvez seja o verdadeiro motivo que dá origem a todos, está ligado ao mesmo tempo à falta e ao excesso.

Por “falta e excesso” entenda-se o seguinte axioma: “A FALTA DE AÇÃO SOCIAL POSITIVA, ALIADA À FALTA DE ENTENDIMENTO INDIVIDUAL E A FALTA DE SERIEDADE POLÍTICA PROVOCA O EXCESSO DOS DESMANDOS QUE AFLIGEM A POPULAÇÃO E O EXCESSO DE DINHEIRO DE POUCOS QUE SE BENEFICIAM DA FALTA DE PRINCÍPIOS”.

Walmir da Rocha Melges – 16 de janeiro de 2016

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados para Walmir Melges | Desenvolvido por Consultoria Marketing - Criação de site

DMCA.com Protection Status

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?