ANTÍPODA

Ao ler a edição 345 da revista Superinteressante me deparei com uma palavra deveras interessante e curiosa: Antípoda, e ao desvendá-la descobri que ela está ligada à existência de dois pontos diametralmente opostos, onde um é o antípoda de outro.

O cerne daquela reportagem demonstra por exemplo que a cidade de Formosa, que fica às margens do Rio Paraguai é o antípoda da cidade de Taipei atual capital da República da China, antiga Taiwan, a qual curiosamente tem o mesmo significado em português: Formosa.

Segundo a Wikipédia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%ADpoda), o termo antípoda designa tradicionalmente na Europa, as regiões situadas do outro lado da Terra, como por exemplo a Oceania e sua origem vem do plural Antípodas, termo originário de uma expressão grega com o significado literal de “pés opostos”, no sentido de que as pessoas que habitariam nos antípodas caminhariam “ao contrário”.

Segui a indicação daquela reportagem e entrei no site www.antipodesmap.com, onde digitei São Paulo, (SP), Brasil e encontrei como resposta o ponto localizado na Sé – Sé, São Paulo – SP, Brasil, com as coordenadas -23.5505199, -46.63330939999997, e lá do outro lado do mundo, um ponto no oceano que banha a Coréia do Sul, o ponto Antipodes: Most likely the ocean. Watch out for sharks, com a coordenada 23.5505199, 133.36669060000008.

E seguida digitei Lins, minha terra natal, Bauru, onde resido atualmente, Campo Grande (MS), Cuiabá, Salvador (BA), Brasília (DF) e em todos estes casos, continuei encontrando o antípoda no meio ao mar da Coréia do Sul.

Fui à Belém do Pará e depois desci até Porto Alegre e não consegui encontrar um antípoda em terra firme, permanecendo sempre naqueles mares, e depois de ir até Rio Branco no Acre e encontrar o ponto diametral ainda no meio do mar, acabei desistindo pois fiquei preocupado pensando se seria um coincidência de um país que vive de sonhos somente está sedimentado em mera água oceânica, o que me levou a outros pensamentos sobre a aplicação da “diametralidade”, onde iríamos tentar encontrar os pontos reversos, ou sejam os antípodas, também na política.

Uma das explicações que encontrei explicando a oposição dos antípodas é que de um lado, digamos a origem, as coordenadas geográficas estão representadas por números positivo e lá do outro lado, o mesmo número, com a diferença de que o destino – o oposto – está representado pelo mesmo número, antecedido pelo sinal de – (menos).

É interessante este caso, pois na contabilidade, um lado do lançamento contábil está representado por um número positivo – a conta do débito – que demonstra contabilmente os ativos, ou seja os direitos, e do outro lado, um número negativo, de igual valor, antecedido pelo sinal de – (menos), representando os passivos, ou sejam as obrigações.

Lembrei também que a regra básica contábil, conhecida pelas partidas dobradas, preceitua que à todo débito, corresponde um ou mais créditos de igual valor, indicando assim a necessidade de se manter o equilíbrio de algo, neste caso, dos aspectos financeiros e econômicos.

Novamente me preocupei, agora, não com a água do oceano que é o nosso antípoda (do Brasil), mas outro ramo no qual podemos tentar encontrar os antípodas, qual seja o ramo político, e então, vou ver se encontro algum site que trace a rota dos antípodas políticos, para que eu possa digitar aqueles nomes que hoje povoam as notícias com valores negativos, todas elas antecedidas do sinal de menos indicando as obrigações que estão no sendo impostas com aquelas qualidades pessoais que todos já conhecem, para então, eu tentar apurar, tal qual na contabilidade básica, antípodas destes saldos credores – negativos, na mesma quantidade com saldos positivos.

O ideal é que, para cada cabeça destes altamente nominados e qualificados que vemos na mídia, pudéssemos encontrar seus antípodas (positivos), os quais seriam então aqueles que poderiam, retirar nosso país do buraco existente debaixo desta água suja que está tentando afogar a todos.

Bem, depois de passear pelo site do antípoda geográfico www.antipodesmap.com no qual digitei todas aquelas cidades, já fiquei alguns dias tentando encontrar um site que possa apresentar os antípodas políticos que estão noticiados e qualificados na mídia, mas estou com medo de não consegui encontrar tal site. Encontrei sim, muitos locais onde listam antípodas políticos detentores do sinal positivo, mas tenho receio de que permaneçam em desvantagem contábil, pois as páginas da internet e das mídias apresentam menor quantidade de positivos em relação a quantidade de negativos, lembrando que a comparação que seria feita não abrangeria somente em número de cabeças, que seriam os aspectos financeiros, mas também em poderio de fogo, que seriam os aspectos econômicos.

Assim antipodesei.

Walmir da Rocha Melges – 24 de maio de 2015

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados para Walmir Melges | Desenvolvido por Consultoria Marketing - Criação de site

DMCA.com Protection Status

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?